OBJETIVOS

A Bolsa de Formadores do projeto tem como objetivo garantir uma grande diversidade, tanto em termos de interesses e competências, como de diversidade geográfica. A maioria dos formadores são detentores de CCP (ex-CAP), e certificados pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua (CCPFC), de modo a poderem assegurar formação certificada a professores do ensino básico e secundário.

PRÁTICA

As ações de formação providenciadas pelo projeto têm uma forte componente prática, com o objetivo de, numa primeira fase, incentivar os professores do ensino básico e secundário a trabalhar os media e a produzir media e, depois, a replicarem essas atividades com os seus alunos em contexto escolar e comunitário. Dentro das linhas orientadoras da formação certificada pela DGE, cada ação é ajustada à medida das necessidades e objetivos dos seus formandos e das suas comunidades escolares.

AS AÇÕES DE FORMAÇÃO

Nas instalações do Cenjor, em Lisboa, já se realizaram duas ações de de formação de formadores para o projeto

 

 

 

2017 - LISBOA E PORTO

Em novembro de 2017, ainda o projeto não tinha luz verde oficial do Ministério da Educação, o Sindicato dos Jornalistas, em parceria com o Cenjor, avançou para uma formação sobre Literacia para os Media dirigida sobretudo a jornalistas, mas também a investigadores, professores de ciências da comunicação e outros comunicadores. Participaram nesta primeira ação, intensiva, de dois dias, 78 profissionais, das regiões Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve, Madeira e Açores.

Membro do conselho executivo, Adelino Gomes foi um dos moderadores das sessões de formação de formadores para o projeto
2019 - LISBOA E PORTO

Em novembro de 2019, concluído que estava o primeiro piloto do projeto nas escolas, o Sindicato dos Jornalistas, em parceria com o Cenjor, entendeu que devia alargar o grupo de potenciais formadores em Literacia para os Media, realizando um segundo seminário dirigido sobretudo a jornalistas, mas também a investigadores, professores de ciências da comunicação e outros comunicadores. Participaram nesta segunda ação, intensiva, de dois dias, 65 profissionais, das regiões Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve, Madeira e Açores.

A bolsa de formadores continuará em desenvolvimento

 

O FUTURO

A bolsa de formadores continuará em desenvolvimento, e sempre que possível serão realizadas novas ações de formação para jornalistas, profissionais da comunicação, professores universitários e investigadores, de modo a diversificar os interesses, especialidades, competências e abrangência geográfica do projeto.