A mostrar todos os 18 resultados

Ana Fonseca Pereira
Ana Fonseca Pereira

Sou jornalista há 20 anos. Licenciada pela Universidade de Coimbra, comecei a trabalhar na secção online do Público, em Novembro de 1999, quando o jornal estreou o seu site de actualização contínua de notícias. Depois de uma década de aprendizagem desta então nova forma de fazer jornalismo, passei para a secção Mundo, em 2009. Especializei-me em política europeia e nos conflitos do Médio Oriente, tendo feito a cobertura do Brexit. Em 2018 deixei o Público e estou desde então em sabática.

Certificados

  • Detentora de Certificado de Competências Pedagógicas (CCP)
  • Certificada pelo Conselho Pedagógico de Formação Contínua

Áreas de Especialização

  • Jornalismo online
  • Política Internacional
PEDIR FORMAÇÃO
Ana Luísa Magalhães
Ana Luísa Magalhães

Sou a Ana Luísa Magalhães no mundo do jornalismo desde fevereiro de 2015, no jornal O JOGO: a casa que me abriu as portas para o estágio curricular e apostou em mim, depois de terminada a licenciatura em Ciências da Comunicação na Universidade do Porto. Cresci e ganhei competências em vários estádios e competições desportivas, em Portugal e no estrangeiro, sem nunca perder o interesse por tudo o que o mundo tem para me ensinar.

Áreas de Especialização

  • Desporto – especificidades, forças, fraquezas, ameaças e oportunidades;
  • Redes sociais e fake news – técnicas para detetar a desinformação e combatê-la;
PEDIR FORMAÇÃO
António Marujo
António Marujo

Jornalista do 7Margens, profissional desde 1985. Trabalhou no Expresso, revista Cáritas e Diário de Lisboa, programas Toda a gente é pessoa (Antena 1) e Setenta Vezes Sete (RTP) e Público (1989-2013). Desde 2013, colabora com múltiplas publicações, nacionais e estrangeiras.

Orientou um seminário de formação no Cenjor, sobre o Papa Francisco e a Igreja Católica, e dezenas de acções de formação. Vencedor de dois prémios europeus de jornalismo e de uma bolsa de investigação jornalística da Gulbenkian. Autor ou co-autor de duas dezenas de livros.

Áreas de Especialização

Jornalismo, especializado na informação religiosa e de âmbito social; Jornalismo de investigação

PEDIR FORMAÇÃO
Cecília Malheiro
Cecília Malheiro

Com o nome de guerra e o nome próprio de Cecília Malheiro comecei a delinear desde o 9. ano de escolaridade o meu futuro: ser jornalista e ganhar a vida a escrever sobre a atualidade. Estudei sempre com o foco de ser jornalista, licenciei-me em Jornalismo na Universidade de Coimbra e um dia consegui. Arranquei na aventura de se repórter em agosto de 1999 no Diário de Leiria, depois de um estágio curricular na antiga Delegação da Agência Lusa em Coimbra.

Assistia ao longe à explosão do jornalismo digital e depois fiz parte dele ao trabalhar no Público.pt e no Diário Digital onde sempre me fui dedicando à reportagem e ao jornalismo de proximidade porque é a ouvir as pessoas e os seus problemas que acho que o jornalismo pode fazer a diferença. Hoje trabalho na Agência Lusa, na redação do Porto, mas antes passei uma década a trabalhar no Algarve, chegando a Delegada da Lusa em Faro. Atualmente dedico-me muito à área de Turismo, Investigação Científica desenvolvida nas universidades, Educação, Moda e Indústria Têxtil, mas também ao Ambiente.

Áreas de Especialização

 

PEDIR FORMAÇÃO
Daniel Catalão
Daniel Catalão

Daniel Catalão é Jornalista/Apresentador da RTP, especializado em novas tecnologias e internet e autor do programa TecNet. É professor na Universidade Lusófona do Porto e na Escola Superior de Comunicação Administração e Turismo do Instituto Politécnico de Bragança.

É Doutorando em Media Digitais na FEUP – Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, em fase de elaboração de tese.

É detentor do Certificado de Formador acreditado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua na área e domínio “A 147 – Jornalismo”.

Áreas de Especialização

  • Jornalismo
  • Literacia dos Media
  • Verificação e validação de conteúdos online
PEDIR FORMAÇÃO
Élmano Ricarte
Élmano Ricarte

É pós-doutorando em Ciências da Comunicação no Instituto de Comunicação, da Universidade Nova de Lisboa (ICNova). Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade Católica Portuguesa (UCP). Duas Graduações (bacharelados) em Comunicação Social nas habilitações: Jornalismo e Rádio e TV pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) com estágio na UCP. Mestre pelo Programa de Pós-graduação de Estudos da Mídia da UFRN. Formação pedagógica pelo Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas (CENJOR). Integra o Grupo de Estudos Boaventura (UFRN e Universidade de Coimbra). Membro da Rede de Pesquisadores em Folkcomunicação (Rede Folkcom). Coordenador-adjunto do GT de Jovens Investigadores da SOPCOM.

Detentor do CCP (F690237/2020 – CENJOR) e certificado pelo Conselho Científico-Pedagógico de Formação Contínua (CCPFC/DC-4605/20)

Áreas de Especialização

  • Comunicação de Ciência (com crianças e adolescentes; novas tecnologias e novos media com ciência; ciência cidadã; jornalismo científico);
  • Jornalismo (jornalismo televisivo; jornalismo impresso; desafios da desinformação e das notícias falsas na atualidade; formatos jornalísticos impressos)
  • Comunicação Digital (utilização de blogs, Instagram, Facebook, podcasts e Youtube com crianças e adolescentes; cyberbullying)
  • Fotografia (linguagem e estética fotográfica; fotojornalismo como instrumento de consciencialização sociocultural)
  • Audiovisual (realização e produção de programas televisivos e radiofónicos; guião e narrativa para audiovisual; edição e montagem)
PEDIR FORMAÇÃO
Joana Fillol
Joana Fillol

Joana Fillol é jornalista e investigadora. Licenciou-se em Coimbra, com dois Erasmus pelo meio: um em Madrid, outro em Roma. Trabalhou dez anos na revista Visão, no Porto, onde colaborou também com a Visão Júnior. Desta experiência surgiu a ideia de criar um site de informação noticiosa para jovens, o jornalissimo.com, que nasceu em 2015 e teve uma rubrica semanal no Jornal 2 da RTP. É à volta deste projeto que está, com uma bolsa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a fazer o Doutoramento em Ciências da Comunicação no Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho, onde tem investigado temas relacionados com as crianças, os jovens, as notícias e a Literacia Mediática. Nesta área, é colaboradora permanente do MILObs (Observatório sobre Media, Informação e Literacia) e é coautora do programa Ouvido Crítico, a rubrica semanal de Educação para os Media da Antena 1.

Áreas de Especialização

  • Educação para os Media, Literacia para as notícias
PEDIR FORMAÇÃO
João Pinho
João Pinho

Devorador de jornais e noticiários de tv e rádio desde criança, sempre vivi muito próximo do jornalismo e de jornalistas, tendo, no início da minha carreira, sido o primeiro responsável pela comunicação do CENJOR, onde acabei por frequentar o curso de Imprensa Escrita e o de Fotojornalismo.

Enquanto convicto assinante, comprador e consumidor de produtos jornalísticos, procuro manter uma ligação estreita – e exigente – com o meio, reforçado recentemente com a aproximação ao Cenjor, agora como formador.
Acredito que o jornalismo é um pilar essencial de qualquer sociedade decente, e tento dar o meu contributo para que possamos garantir que Portugal tem esse privilégio

Áreas de Especialização

  • Trabalho na área da comunicação estratégica, comunicação de crise, relações com imprensa, literacia para os media, media training…
PEDIR FORMAÇÃO
Leonor Ferreira
Leonor Ferreira

Maria Leonor Miranda Ferreira . Nasci a 13-11-66 em Luanda, Angola. Vim para Portugal (Porto)em Junho de 1975. Frequentei as escolas secundárias Aurélia de Sousa e António Nobre.

Entrei no curso de arqueologia da faculdade de Letras do Porto o qual deixei por ter optado pelo Jornalismo.
Formei-me na Escola Superior de Jornalismo em 1986.

No último ano do curso dei aulas de jornalismo aos alunos de letras dos 10 e 11 anos da Escola Secundária de Águas Santas. Enquanto estudante colaborei com a Rádio Universitária do Porto e Radio Caos.

Depois de ter feito estágios no “ O Primeiro de Janeiro “ e na “Antena 1” fui convidada a trabalhar naquele jornal (1986-1988). Em simultâneo colaborei no programa Às Dez da RTP.

Em 1988 ingressei na Rádio Nova onde estive até final de 1991.

Em 1992 comecei a trabalhar na TSF onde ainda estou tendo acompanhado alguns dos conflitos do século XX nomeadamente Bósnia, Timor e crise dos refugiados do Kosovo assim como eleições no país basco e cessar fogo ETA entre outras reportagens nomeadamente eleições presidenciais, legislativas e autárquicas.

Ao longo do percurso , e já na TSF, colaborei com a rtp (2006-2010) na apresentação do programa “Estes difíceis amores “com Júlio Machado Vaz e Gabriela Moita. Na Rtpn (2003-2006) moderei dois programas de debate político e no Porto Canal ( 2009-2011) um programa de debate e outro de entrevista.

Áreas de Especialização

PEDIR FORMAÇÃO
Luís Manso
Luís Manso

Termina a Licenciatura em Ciência da Comunicação, vertente de Jornalismo, em 1998, na Universidade Autónoma de Lisboa. Recebe o prémio de aluno de mérito e é convidado para lecionar nesta mesma universidade, onde se manteve até 2012, tendo sido assistente das cadeiras de Pesquisa e Documentalismo Online e de Jornalismo Online.

Em 1998 entra na TSF para cumprir um estágio na editoria de Economia, tendo ficado nesta redação até ao início de 2000, depois de uma colaboração com Fernando Alves, na rubrica Dossiê, assente num registo de Grande Reportagem. Colabora no Semanário Económico e integra a equipa que funda o Última Hora do Público.

Entra na SIC em agosto de 2000 para fundar a SIC Online. Integra a redação de televisão em 2005 e entra na editoria de Economia. Atravessa as diferentes temáticas noticiosas, assumindo um papel de maior presença na equipa do Primeiro Jornal. Faz Reportagens Especiais e Grandes Reportagens. Assume funções de coordenação da SIC e da SIC Notícias e de edição executiva da SIC.

Atento a diferentes temáticas, e com um perfil polivalente, assume um interesse maior pelas temáticas relacionadas com o digital e com as novas tecnologias, tendo assinado uma Grande Reportagem sobre Fake News em 2016. Acompanha, em termos de coordenação e reportagem, as edições da Web Summit em Portugal. Aprofunda a dinâmica das redes sociais e os desafios para o jornalismo.

Interessado, mais que tudo, em dar notícias, em contar as histórias que marcam a História, na defesa contante da verdade e da honestidade dos factos.

Áreas de Especialização

PEDIR FORMAÇÃO
Luísa Ribeiro
Luísa Ribeiro

Luísa Teresa Ribeiro é licenciada em Relações Internacionais – Ramo das Relações Culturais e Políticas e em Comunicação Social pela Universidade do Minho, tendo o mestrado em Ciências da Comunicação pela mesma universidade. Jornalista desde 1997, é chefe de redação do Diário do Minho. Detentora do CCP (ex-CAP) e certificada pelo Conselho Científico-Pedagógico de Formação Contínua, já deu aulas na Universidade do Minho, onde participou num projeto de investigação. Tem um blog de viagens e lazer

Áreas de Especialização

  • Jornalismo com especialização em jornalismo regional, assuntos europeus e viagens.
PEDIR FORMAÇÃO
Maria José Brites
Maria José Brites

Maria José Brites é Professora Associada na Universidade Lusófona do Porto e membro da Direção do Centro de Investigação em Comunicação Aplicada, Cultura e Novas Tecnologias – CICANT. Coordena o projeto DiCi-Educa (Cofinanciamento Fundação Calouste Gulbenkian e parceria com a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais). Foi coordenadora portuguesa dos projetos RadioActive Europe e Media in Action. Os interesses de pesquisa incluem áreas como os estudos da juventude, jornalismo e participação, estudos de audiências, literacia para as notícias e literacia cívica.

Áreas de Especialização

  • Públicos e audiências, jornalismo e democracia, literacia para as notícias e literacia cívica, cultura digital e estudos da juventude.
PEDIR FORMAÇÃO
Patrícia Posse
Patrícia Posse

À licenciatura em Jornalismo e Ciências da Comunicação na Universidade do Porto, seguiu-se um estágio no Diário de Notícias. Entre 2007 e 2013, trabalhou em vários órgãos de comunicação social de âmbito regional (Mensageiro Notícias, Tribuna Douro, Vila Real TV, Repórter do Marão, DESCLA), nacional (Visão, Jornal de Notícias, Voz das Misericórdias, J&J, Agrotec) e internacional (Nós Cá Fora.be). Pelo meio, escreveu uma tese sobre ciberjornalismo regional.

Foi ainda revisora, produtora de conteúdos para a EDP-on, co-autora dos guias “Praias Fluviais de Portugal” e “Sabores e Saberes do Douro”, formadora (com CCP e certificada pelo CCPFC) e docente nos Politécnicos da Guarda e de Bragança.

Áreas de Especialização

  • Estudos de Média e Jornalismo; Jornalismo online e imprensa escrita
PEDIR FORMAÇÃO
Patrícia Viegas
Patrícia Viegas

Jornalista freelance com mais de 15 anos de experiência de jornalismo na imprensa escrita. Ex-editora de Internacional e Online do Diário de Notícias, com vasta experiência de reportagem em países estrangeiros e de jornalismo multimedia.

Licenciada em Ciências da Comunicação-Jornalismo pela Faculdade de Ciências Sociais de Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Pós-Graduada em Relações Internacionais pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa.

Especialista em Política Internacional, sobretudo Assuntos Europeus (tudo o que diz respeito à União Europeia) e em comunicação em multiplataformas.

Áreas de Especialização

PEDIR FORMAÇÃO
Rita Neves Costa
Rita Neves Costa

Desde os 9 anos dizia que queria ser jornalista. Nem sabia muito bem porquê. Mais tarde, percebi que gostava de contar aos outros o que se passava ao seu redor: fossem os problemas da própria cidade ou de um lugar longínquo como a Coreia do Norte. Estudei jornalismo no Porto e em Lisboa.

Colaborei com o Público e o Observador e ajudei a formar os futuros jornalistas como subeditora no JornalismoPortoNet (JPN) da Universidade do Porto. Assentei no Norte e no Jornal de Notícias, onde trabalho atualmente.

Áreas de Especialização

  • Jornalismo Online, Multimédia (Vídeo), Universitário
PEDIR FORMAÇÃO
Sandra Sá Couto
Sandra Sá Couto

Jornalista RTP – Editora Executiva.

Professora auxiliar convidada do Curso de Ciências da Comunicação da Universidade do Porto.

Doutorada em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Universidade de Aveiro.

Mestre em Jornalismo Político pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Licenciada em Comunicação Social pela Escola Superior de Jornalismo do Porto.

Áreas de Especialização

  • Jornalismo Político e Comunicação Política
PEDIR FORMAÇÃO
Simão Freitas
Simão Freitas

Jornalista na Agência Lusa, licenciado em Ciências da Comunicação pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, pós-graduado em Direitos Humanos pela Universidade Católica do Porto. Detentor do CCP (ex-CAP) n.º F688359/2019.

Áreas de Especialização

  • Jornalismo local, causas sociais, cultura e desporto.
PEDIR FORMAÇÃO
Sofia Branco
Sofia Branco

Sofia Branco é jornalista há 20 anos. Trabalha na Agência Lusa, em Lisboa, onde é atualmente coordenadora de estágios e formação profissional. É presidente do Sindicato dos Jornalistas desde 2015.

Com mestrado em Direitos Humanos, é professora convidada no ISCTE-IUL desde 2016 e detentora do CCP (ex-CAP) e certificada pelos Conselho Científico-Pedagógico de Formação Contínua.

Entre 1999 e 2009, trabalhou no jornal Público, tendo recebido vários prémios por artigos publicados, nomeadamente pela série de trabalhos sobre a mutilação genital feminina (entre os quais a Medalha de Ouro da Assembleia da República).

É autora dos livros “Cicatrizes de Mulher” e “As Mulheres e a Guerra Colonial”.

Áreas de Especialização

PEDIR FORMAÇÃO